A arvore  

Nenhum comentário

Eu me assustei com a velocidade

Que meu amor por surgiu,

O quão rapto meu coração passou

 A pertencer apenas a você.

 

Te conheci e naquele dia

Já te amei.

 

Você precisou de algum tempo,

Para notar o meu amor,

Para desejar om eu amor,

Então nós jogamos nos braços

Um do outro,

E o meu amor apenas crescia.

 

Cada dia e amava mais,

A cada dia o seu diminuía.

Você dizia me amar,

Dizia me querer ao seu lado,

Mas sempre estava longe,

Sempre tinha uma desculpa

Para não aparecer.

 

O meu amor por você estava

Enraizado em meu coração,

Se tornara um grande arvore,

O seu amor por mim

Morreu quando ainda era um simples broto.

 

Então quando sentir

Que meu amor por você,

Daria frutos e duraria

Por toda aminha vida,

Você envenenou aquela bela arvore.

 

Você podia ter dito

Que seu amor não era tão grande,

Que o amor que enraizou

Sem coração era por outra pessoa,

Mas você preferiu me enganar.

 

E cada mentira era como

Veneno nas raízes de nosso amor,

A cada tia uma folha nova caia,

 A cada dia um galho ressecava,

E quando ela estava seca e sem vida.

 

E quando ela estava quase morta,

Em seus últimos suspiros,

Você veio e arrancou,

De uma forma brutal,

Sem se importar que ao fazer isso

Iria destruir o que sustentava as suas raízes,

Sem se importar que o que sustentava aquelas raízes

Era o meu coração,

 

Afesua Kynomatsu 07/06/2019

illustration of moon showing during sunset
Foto por David Besh em Pexels.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s