O Atelier

Nenhum comentário

As penso como fui louca, serio eu tinha um emprego muito bom, o meu salário causava inveja em muitas pessoas, tinha um ótimo apartamento, minha vida estava estável e segura olhando hoje eu não tinha motivos para estar insegura e infeliz como eu estava, eu gostava do meu emprego, eu me lembro do dia que eu decidir mudar.

Estava no trabalho fazendo um projeto simples, apenas um arte para a parte de um dos cliente da empresa, estava fazendo alguns esboços para mostra para o meu chefe separando alguma palhetas de cores eras coisas de inicio de trabalho, fazendo este processo algo começou a me incomodar, algo me deixará completamente inquieta e irritada.

O dia seguinte era feriado aniversario da cidade, depois o final de semana então quando sai do trabalho, terminei os meus esboços, quando sai subi no carro e fui diretamente para a casa de meus pais, que ficavam a cerca de duas hora da cidade onde morava e trabalhava, uma belíssima casa na praia que fora planejada pelos meus pais, cada tijolo, pensando para satisfazer os desejos deles e os deixar confortáveis, pensaram quartos lindos pra mime para minha irmã eu adorava passar o final de semana lá , no meu canto de estudo onde os meus primeiros desenhos ainda estavam pendurados nas paredes, sentava lá olhando o mar pela janela e agora fazendo desenhos e artes mais importante talvez mais elas não enchiam o meu coração como aquelas primeiras.

Meu pais já estavam aposentados, a empresa de arquitetura e a construtora agora ela comandada pela minha irmã que seguiu o passo dos dois, sim a empresa também era minha porem deixava minha irmã comandar, aquelas coisa eram muito certinha e cheias de detalhes que eu não gostava de seguir. Mas mesmo aposentados meu pais não deixava de trabalhar, ele ainda planejam casas dês o primeiro tijolo até a decoração, a diferença era que agora eles faziam isto de sua casa e apenas quando ele queriam, e faziam exatamente o que eles queriam., muitos projetos ficavam na gaveta da empresa sem nem um cliente se interessar, eles simplesmente não se importavam.

E foi ali sentada no meu guardo de infância no meu primeiro atelier que percebi o que me incomodava, final de semana meus pais comemorariam o aniversario de casamento deles, e ele sempre gostavam de fazer isto comigo e com minha irmã,  naquele dia fiquei me lembrando do motivo deles abrirem a empresa deles, eles apenas queria planejar as casas como eles queriam, queriam liberdade para fazer tudo ao gosto deles, os cliente iam ela mostravam as plantas as pessoas escolhiam e ele construíam a casa, no começo ele iam trabalhar na obro tinham poucos funcionários, mas não era muito diferente do que eles fazem hoje, ele eram livres para planejar.

Eu queria algo assim para mim, eu precisava criar a minha arte, eu precisava daquela liberdade, minha mãe  sem saber o que eu estava pensando durante todo o dia anterior foi até o meu atelier me mostras uma casa que ela e meu pai planejaram para mim, o aniversario era do casamento deles porem eles sempre presenteavam a minha e a minha irmã. Ela me explicou cada detalhe da casa o motivo de cada cômodo estar onde estava, tudo era perfeito meus pais me conheciam tão bem mas deve apenas uma coisa que eles não pensaram naquele projeto, mas assim que pedi minha mãe pegou um lápis e uma régua infantil em minha mãe e fez o que estava faltando, a minha galaria de arte.

Um local para fazer expor e vender o meus trabalho,  eu poderia expor o trabalho de colegas e vender lá também, poderia trabalhar exclusivamente com isto sim eu sabia que não ganharia muito dinheiro no começo , trabalha com arte de novos artistas era arriscado e não muito rentável mas poderia fazer a minha arte sem esta presa pelas cores que o cliente quer, ou na temática em comentada, eu seria livre para fazer tudo como desejava.

Algumas pessoas falaram que foi fácil par a mim fazer isto, afinal eu tinha o dinheiro da empresa de meus pais, o que ela não sabem e que eu não aceito dinheiro de lá apesar de ser dona, eu não trabalho lá para ganhar algo de lá, então quando liguei para o meu chefe e pedi demissão, eu não tinha mais um renda, a única coisa que ganhei de meus pais par ao meu atelier foi a construção da casa, o terreno onde ela fora construído, no primeiro ano minha irmã brigar comigo  por não aceitar dinheiro da empresa por que eu não conseguia vende muita coisa, então comecei a ter dividas, mas eu fiquei firme lutei e conseguir manter o meu atelier, conseguir um artista importante para vender lá, depois outro, isto ajudou a divulgar a minha arte que começou a sair,  outros artista como eu começaram a ter sua obras vendidas ali, consegui realizar o meu sonho de trabalhar com liberdade no meu atelier.

abstract art artist artistic
Foto por Pixabay em Pexels.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s