A chave

Nenhum comentário

Eu estava em mais um dia chato do meu emprego chato, mais um dia sem nem uma coisa feliz, você pode me falar que não devia reclamar pois pelo menos não aconteceu coisas ruins, mas isto não deixa o dia bom. Você também pode me perguntar por que não muda de emprego? Não sei você, mas eu tenho contas para pagar, como mensalidade da faculdade, sabe uma coisa menos chatas feria na faculdade, mas se tivessem em aula o dia ia ser menos chato pois sim gosto das minhas aulas, gosto de aprender coisas novas, a faculdade raramente é chata apenas cansativa.

Bom o fato é aquele dia foi muito, muito chato no trabalho, só entrarão clientes chatos reclamando de tudo,  algumas reclamações eu até concordava com o cliente a questão era que meu chefe não concordava e ele não é daqueles que acha que cliente sempre tem razão, então era raro não ter alguma confusão com algum cliente, felizmente ele assumia as encrencas, talvez por que eu devia ser a sua milésima atendente e ele não queria ter que contratar outra. Aquele dia foi o Record de reclamações e discussões foi impossível não ficar no meio então sair do trabalho cansada de todas as formas possíveis querendo apenas a minha cama.

Por conta de tudo isto resolvi que não seria um com dia para cozinhar, parei em uma lanchonete que sempre gostei muito, um lugar bem familiar e aconchegante que sempre ia com os meus pais e meus irmão, tem um lanche lá muito bom com beacon e queijo que sou apaixonada, sem contar as sobremesas, e já fazia algum tempo que não comia lá, parei e comprei tudo o que mais gostava do local comprei até comida de mais.

Quando cheguei em casa por um momento meu coração gelou, bombeiros pela rua e fogo, por um segundo achei que era no meu prédio era o que faltava para piorar o meu dia, mas felizmente quando prossegui pela a rua vi que foi apenas susto era alguns prédios na frente do meu, falei com os bombeiros e eles me assegurar que era seguro subir para o meu apartamento subir apresada quando entrar e comer meu jantar tomar um bom banho e dormir, a única coisa que me deixar calma era saber que estava de folga no dia seguinte, na presa de entrar em casa e finalmente descansar fui destrancar a porta com a chave errada e a quebrei na fechadura.

Eu não irei repedir aqui todos os palavrões que gritei alto o suficiente para o prédio todo ouvir, nunca sentir tanto ódio de mim mesma como naquele momento, pois eu sabia que não iria conseguir chamar chaveiro algum, pois por conta do incêndio na rua seria impossível chegar, a casa de meus pais ficava do outro lado da cidade por isto a lanchonete era algo especial para a família, eu não tinha caro estava tarde para quereria de transporte público, em todos os andares do meu prédio existia uma varanda comunitária com alguns bancos, olhei para ela e pensei sim será aqui que irei dormir esta noite.

So que obviamente a minha gritaria chamou a atenção do meu vinho do apartamento da frende que antes que eu pudesse dar um passo em direção a varanda ele abrira a porta, ele havia se mudado a cerca de um mês não tinha o visto até então e para nosso primeiro encontro em uma situação desta você pode imaginar como estava constrangida, com toda a educação que alguém poderia ter em uma situação como aquela, ele me perguntou o que aconteceu, a vergonha estava alta o suficiente para me fazer ficar calma, o suficiente para não ficar com raiva quando ele rio quando contei que quebrei a chave na fechadura. Ele entrou em seu apartamento por alguns minutos voltou algumas ferramentas, e com muita calma conseguiu tirar a chave quebrada da porta.

Como eu estava com um amontanha de comida que comprei na lanchonete o convidei para jantar comigo e a partir daquele momento meu dia deixou de ser chato, tivemos uma conversa muito agradável por horas, ele me chamou para sair pois não conhecia minguem na cidade e estava muito a fim de ir ao cinema, saiamos todos os finais de semana, logo estávamos namorando, depois noivamos e nos casamos, me formei na faculdade e deixei aquele emprego horrível, após o casamento nos mudamos para uma casa grande com uma quintal e um belo jardim, em um dos dias mais chato de minha vida foi o dia que conheci o homem que mais amei e que jurou viver ao meu lado por toda a nossa vida.

 

gray keys
Foto por Dids em Pexels.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s