A chuva

Nenhum comentário

Você tem fica triste quando chove? A chuva sempre me lembra de coisas tristes o engraçado é que estas coisas não acontecerão necessariamente em um dia de chuva. Era uma semana com chuvas, praticamente todos só dias o dia todo, estava mal desanimada e triste, mas a vida de uma pessoa adulta com responsabilidades nos faz ter que viver a nossa rotina mesmo em semanas assim, aquela era uma semana agitada no trabalho  não havia um motivo em especifico porem coisas boas e ruins aconteceram os dois tipo aumentou e muito o volume de trabalho de todos, então além da triste  e do desanimo ainda estava super cansada.

Durante duas semana eu noivo que já morava comigo iria ficar fora em uma viajem de negócios, um cliente novo de uma cidade que ficava a algumas horas da nossa, então além disto tudo eu estava sozinha o que não me ajudava muito em me animar, na verdade sentir a falta dele apenas piorava muito, naquelas semana eu nem me amimei a cozinhar e olha que amo cozinhar mas  meu desanimo estava tão grande, que nem cheguei perto da cozinha, pedia comida em um restaurante algumas quarta da minha casa.

Quando a moço que fala sobre o tempo na tv informou que a chuva iria começar a diminuir e que provavelmente o final de semana seria de sol, me animei um pouco, mas foi difícil com a chuva caindo do lado de fora gritando em meu ouvido que a mulher estava errada e que a chuva nunca mais iria parar de cair, aquele era um dia particularmente difícil não pela chuva, mas aquele realmente era um dia ruim, três anos, naquele dia completava três anos da morte de meu pai, um infarte, é talvez não fosse a chuva e sim saber que aquele dia estava chegando, de todos os eventos triste de minha vida aquele fora o único que acontecerá em um dia de chuva.

Foi algo horrível cheguei em casa meu pai estava deitado no chão os cachorros dele ao lado cutucando ele com o nariz e chorando desesperados, gritei alto assim que entrei minha mãe que vinha logo atrás de mim ficou paralisada de choque, quando os paramédicos chegarão não havia o que fazer, então sim o problema não era a chuva era aquele dia aquela lembrança, mas eu sabia que precisava me animar, precisava me animar pelo o meu pai ele era uma pessoa que estava sempre alegre sem dúvida ele não ficaria feliz em saber que eu estava desta jeito.

Precisava de um plano para me animar, meu noivo deveria chegar em casa aquela noite, eu pode sair do meu emprego mais cedo, um poste caio com a chuva e nosso acesso a internet fora cortado não tinha o que fazer no trabalho sem internet então poderia fazer uma das coisa que amo, cozinhar um jantar de boas vindas para o meu noivo, iria fazer um jantar simples uma massa que meu noivo ama com uma carne de porco, e fazer umas das minhas sobremesas preferidas, eu não tinha muito tempo então tinha que escolher coisas que gostávamos e que não levaria muito tempo para fazer, então passei no mercado e comprei as coisas e fui diretamente para casa.

Ao me aproximar de minha casa já bateu o desanimo meu o carro de meu noivo já estava lá, ele conseguia chegar mais cedo, sem dúvida ele esperava me fazer uma surpresa, mas não conseguir ficar feliz por ele já estar lá vi apenas a minha surpresa sendo estragada. Peguei as compras e entrei, ouvir barulho no chuveiro ao entra em casa, ele estava no banho provavelmente cansado da viajem, fui para a cozinha guardar as compras, perdi a vontade de cozinha completamente, subir para ver como ele estava e colocar uma roupa mais confortável.

Quando me aproximei de nosso quarto ouvir vozes ele deixara a tv ligada antes de entrar no banho novamente, quando me aproximei da porta e ouvir melhor não era a tv alguém estava lá com ele, ela debochava de mim rir por estar lá com ele por ter passado aquelas semanas com ele, enquanto eu fiquei sozinha naquela casa,  ele ria com ela, coloquei a mão na maçaneta, respirei fundo dei meia volta, sair de casa, não entrei na carro a casa de mina irmã não ficava muito longe dali, corri até lá.

Toquei a campainha meu cunhado abriu a porta, eu chorava desesperada, no primeiro momento ela pensou que era pelo o nosso pai, me abrasou e falou que também sentia falta dele, então a campainha tocou novamente era meu noivo, por que naquele dia? Eu não consegui olhar para ele, quando ele começou a implorar o meu perdão eu apenas ouvir o meu cunhado colocando-o para fora, minha irmã me perguntou o que aconteceu quando falei meu cunhado o pegou pelo o braço e o jogou para fora da casa. Tá não era a chuva era aquele dia, era algo que meu coração já me dizia e que eu ignorava.

black and white clear cool dew
Foto por Pixabay em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s