Dor de cabeça.

Nenhum comentário

Sou casada a quase dez anos, um casamento feliz, casei cedo tinha dezenove anos, sim estava gravida, não em nem um momento ele pediu para tirar a crianças, sim foi muito muito difícil para os dois, não nossas famílias não nos deram as costas, na verdade recebemos muito apoio de todos, nosso pais ajudavam com o cuidados de nosso filho para podemos fazer faculdade, claro ouve muitas mudanças de planos, eu sonhava em ir para uma faculdade grande e cogitada de artes ganhei a bolsa mas para isto precisava mudar de cidade, então cursei o curso na faculdade de minha cidade o mesmo aconteceu com meu marido.

Mas a dificuldade felizmente ficarão apenas nos três primeiros anos, depois consegui consolidar os horários da faculdade com a escolinha de meu filho o mesmo fez o meu marido, eu trabalhava em casam fazia pequenos trabalho para revistas e sites, e vendia meus quadros pela internet, no começo não ganhava muito dinheiro mas era o suficiente para pagar a escolinha do meu filho e pagar pelo material que usava e podia melhorar também o meu equipamento de trabalho, hoje felizmente ganho bem estou sempre com trabalho e vendo os meus quadros para galerias de artes.

E foi neste momento onde as coisas estavam melhorando meu segundo filho havia nascido a um pouco mais de um ano, a nossa vida não podia estar melhor, o meu marido recebera uma ótima promoção no trabalho, tinha uma ótima casa tudo estava indo cada fez melhor.

O primeiro sinal nós não levamos a sério não foi negligencia nossa apenas achávamos que a dor de cabeça que meu marido começou a sentir era stress dês o nosso casamento não tiramos férias, então começamos a planejar uma férias para um parte de diversão em outro pais, nosso filho mais velho sonhava em ir para lá, ele ficara com muito ciúmes quando o mais novo nascera então fazer algo que ele queria muito seria ótimo para melhorar os ânimos dele, iria revessar os dia e a atenção entre os dois já que pela a diferença de idade não seria possível fazer todas as atividades do local juntos, aquelas férias realmente nos vez muito bem para nossa família.

Quando voltamos para casa meu marido me contou que a dor de cabeça não passará na verdade ele sentiu ela piorar durante a viajem porem não quis estragar aquele momento, então resolveu esperar a nossa volta,  na mesma hora eu marca hora com o medico para ele, na semana seguinte foi o mais cedo que conseguir. Mas ele não chegou a ir nesta consulta, dois dias após a nossa volta ele começou a passar mal, sentia muito tontura e enjoo, não o deixei esperar pela consulta marcada liguei para meus pais ficarem com as crianças e o levei para o hospital.

Não sei ate onde foi sorte nossa ou azar, mas o medico que nos atendeu achou estranha a dor de cabeça dele, ele não achou que era algo causando por stress como meu marido falava, resolveu fazer uma serie de exames uma tomografia entre ele, e foi ali que saio um tumor no cérebro, assim que o resultado saiu o medico chamou um neurologista, as notícias apenas pioravam não seria possível fazer um cirurgia para retirar.

Fomos em outros médicos ele fez vários e vários exames todos confirmarão aquele diagnostico inicial, o único caminho que todos os médicos que viram o caso dele falharam a mesma coisa a única saída era tentar quimioterapia e ver se o tumor diminuía. Então foi iniciado o tratamento, todo o processo ele emagreceu, perdeu o cabelo, passou pelos enjoos e todos os problemas que a quimioterapia trás, eu não precisei de exames para saber, não estava funcionando ele estava passando por tudo aquele sofrimento atoa. Ele não falava, mas claramente ele estava com mais dores, estava esquecendo da coisa.

Quando voltamos ao médico e a resposta foi que não havia mais o que fazer meu coração já sabia disto era visível. Ele também sabia quando o médico confirmou isto ele apertou a minha mão. Ele não quis ser internado e ficar sobre efeito de remédios ele me pediu para só fazer isto quando ele não fosse, mas ele mesmo quando não conseguisse mais reconhecer os filhos, quando a situação se tornasse dolorosa de mais para as crianças.

Sem a quimioterapia ele deve uma melhor, o que possibilitou a ele passa um tempo com nosso filhos principalmente o mais velho, ele aproveito cada minuto que estava bem com a gente, quando a dor chegou a um nível que ele não aguentava mais não precisei falar que já estava na hora dele ir para o hospital, chamei uma psicóloga para acompanhar nosso filho mais velho se toda aquela situação era difícil para mim não podia imaginar o quando era difícil para ele.

Quando meu marido não conseguiu mais ludar contra a doenças ele, primeiro entrou em como, mas um dia antes ele pediu para ver nosso filho, deve um ultimo dia lucido se despediu de nós, ele não quis que o mais novo fosse era uma criança de quase dois anos não entenderia aquilo tudo, mesmo assim o levei assim meu marido pode dar o seu ultimo beijo nos meninos. Uma hora depois ele entrou em como, e poucos dias depois ele se foi.

A minha gravidez inesperada e o julgamentos das pessoas por estar gravida tão cedo foi algo fácil de litar, os olhares de reprovação foram igualmente faces de ignorar, as falsas condolências, os olhares de penas, os sussurros sobre os meus filhos sobre uma artista não ser capaz de sustentar duas crianças, o como aquilo iria destruir a vida de meus filhos, estas coisa foram infinitamente mais dolorosas.

Era mais difícil aguentar aquelas coisa pois meu marido não estava mais lá para segurar a minha mão e me dá forças para ignorar, segundo e muito mais injusto toda aquelas acusações, eu sabia que ganhava o suficiente pra sustentar os meus filhos, não eu não podia negar que o salario de meu marido faria falta, mas não aquele não era o fim da vida de meus filhos aquele não era destruição da futuro deles, mas eu não passei aquele momento sozinha novamente minha família estava lá, a família dele estava lá aquele momento mesmo eu tento uma segurança financeira maior, mesmo sento uma mulher adulta, com mais maturidade aquele momento foi muito mais difícil do que a minha gravidez.

addiction aid bottle capsule
Foto por Pixabay em Pexels.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s