O homem na estrada

Nenhum comentário

Eu estava votando para a minha casa, estava cansada fora um dia exaustivo no trabalho eu realmente precisava chegar em casa logo e descansar, mas aquele dia ainda estava cheio de surpresa e coisa impossíveis.

No caminho para casa o meu carro quebrou, eu não faço ideia de como nem por que, o motor começou a esquentar e a ferver até desligar, meu pai me ensinou muito sobre carros ela não queria que eu precisa de ajuda no meio da estrada, porem eu não conseguia ver qual era o problema do carro, a rua que levava até a minha casa era deserta um caminho estreito que, eu morava no meio da floresta, a minha preocupação ali não era com pessoas que poderiam me atacar e sim com lobos e ursos, então voltei para o carro e peguei o meu celular, liguei para o meu pai ele morava longe no centro da cidade, mas eu não iria correr o risco de ir andando a noite até a casa, eu sabia que ele iria me atormentar por escolher morar ali.

Logicamente o meu pai não atendeu o telefone, eu estava com frio e com fome, era apenas dez minutos até a minha casa, aquela estrada levava apenas para a minha casa, eu mesma instalei luzes com baterias a luz solar que assentiam automaticamente a noite o caminho estava bem iluminado fazia questão de manter assim exatamente para afastar os animais da estrada, já era possível ver o telhado da casa se andasse rapto tudo ficaria bem, peguei minhas coisa e arrisquei.

Andei rapto, estava quase correndo, estava a pouco passos do portão de minha casa quando alguma coisa pulou na minha frente. Fiquei paralisada com o susto um homem, o homem mais bonito que já vi na vida, cabelos longos avermelhados olhos azuis, um perfume único que nunca sentira antes na vida mas sabia que era o melhor perfume do mundo eu estava tonta não apenas pelo o susto mas pela a beleza o perfume o conjunto de tudo.

O mais sábio o que qualquer pessoa deveria fazer naquele momento era gritar, correr para longe uma pessoa aparecer daquela forma não poderia ser coisa boa, porém não foi o que fiz  seria impossível ele estar ali sem eu ter visto, o único local que ele poderia estar era em cima da arvore, eu estava curiosa mesmo sabendo que aquilo poderia me custar a vida eu permaneci lá olhando para aquele homem que permanecia em silencio me olhando esperando algo acontecer. Eu simplesmente dei um passo para o lado e seguir para a minha casa, eu queria perguntar quem ele era eu realmente estava curiosa, mas o silencio dele despertou todos os alarmes de perigo em minha cabeça.

Cheguei ao portão olhei para trás o homem estava lá me observando, meu coração começou a acelerar, então ele deu um sorriso ele estava esperando que eu ficasse com medo dele, cheguei o portão que sem dúvida ele poderia  pular facilmente, saber que ele esperava por meu medo apenas o intensificou, onde estavam os lobos daquela floresta, ele seriam uteis naquele momento. Fiz o que provavelmente aquele homem estava aguardando comecei a correr na direção da minha casa, quando comecei a subir os degraus da varanda ele está lá bem na frente da minha porta de entrada, eu não tinha como entrar por ali. Corri novamente para a lateral da casa iria entrar pela a porta do fundo eu sempre a deixava destrancada seria mais rapto entrar por lá.

Novamente quando me aproximei o homem estava homem frente da porta, não tinha como passar por ele, olhei para ao lado a janela estava aberta eu precisava ser rapta mas estava claro que ele era mais rapto eu precisava torcer que para que ele não percebesse que a minha ideia era entrar pela a janela sem duvida ele iria conseguir me segura antes de entrar, corri para a janela a alcancei estava impulsionado o meu corpo para dentro com os braços apoiados na janela e um pulo, ela agarrou o meu tornozelo, me puxou para fora e me jogou no gramado, foi quando vi as presas dele, não era um homem  era um monstro, ele me agarrou pelo o pulso, me puxou com brutalidade para perto dele, eu sentir as presas dele entrando em meu pescoço.

Foi quando tive certeza que seria o meu fim que ouvi um uivo alto, algo tirou o homem de mim um lobo o pegara pelo pescoço e outro  estava ao meu lado me dando apoio com delicadeza ele me puxou para a porta, eu não lutei quando entrei, então eu vi o lodo se transformando em uma mulher na minha frente entre em choque novamente, estava alivia ao ver que era uma pessoa alguém para me explicar o que era aquilo, a explicação veio em poucas palavras que a mulher disse com um voz de tédio.

-Sim era um vampiro, sim somos lobisomens aquele é o meu marido, o irmão dele ira ajuda-lo iremos ficar todos bem.

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumenta os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram  https://apoia.se/eumaiseumaisalguem 

 

animal cold color fog
Foto por Pixabay em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s