A lanchonete.

Nenhum comentário

Uma vida simples, era exatamente o que eu tinha, um trabalho comum em uma loja da cidade, uma casa simples de dois quartos, uma jardim na frente com flores brancas, meu maior passa tempo era cuidar do  meu jardim, um pequeno cachorro meu grande companheiro, um vida simples e comum que me agradava, alguns finais de semana recebia alguns amigos em casa meu outra passa tempo era cozinhar e gosta de preparar algo e convidar as pessoas para jantar ou almoçar comigo  eu realmente estava satisfeita com minha vida.

Tive alguns amores no passado, infelizmente minha vida amorosa foi uma sequência de fracassos, eu não havia desistido apenas estava em um momento que queria uma descanso, um momento meu um período de paz para o meu coração  eu tinha direito a dois messes de férias já que não tirava elas a algum tempo, então resolvi me dá este período de descanso na casa de meus pais no litoral, arrumei minhas malas deixei as chaves de minha casa com uma vizinha que ficou de cuidar de meu jardim, subi no carro com meu cachorro e seguir rumo a casa dos meus pais.

A viajem era longa porem foi tranquila, consegui fazer ela sem parar quase cinco horas de viajem, meu cachorro dormiu a maior parte do caminho foi satisfatório ver a alegria dele ao descer do carro e ir brincar com os cachorros dos meus pais, meu gosto por colimaria herdei de meu pai dês crianças eu cozinhava com ele, meu amor pela jardinagem eu herdei de minha mãe, então a minha primeira semana lá passei divida entre cozinha e jardim, só que os meus pai só tinham aquela semana de folga, na semana seguinte ele só estaria em casa no final da tarde, então resolvi começar a ir nos lugares da minha adolescência.

O primeiro lugar que que fui foi a lanchonete da cidade, um lugar que ainda era frequentado por adolescentes, estava meio deslocado no local, mas estava com saudade de comer o lanche de lá e tomar a famosa sorte de fabricação própria que era simplesmente o melhor do mundo.

Está ali sentada no balcão conversando com o senhor Bob, falamos do meu tempo da escola e recortávamos de algumas confusões que amarei lá com meus amigos estava sento um dia agradável. Então uma voz que me lembrava muito bom   questionou uma de minhas histórias, olhei para trás lá estava ele, o meu primeiro namorado, o que mais amei sem dúvidas, nos separamos quando os pais deles se divorciarão e ele deve que ir para outro estado com a mãe dele.

Ele estava ainda mais bonito do que eu me lembrava, era um homem com seus cabelos curtos e negros, a pele levemente bronzeada quando éramos adolescentes eu ele passava horas surfando, mas ele estava com uma roupa mais formal, uma pasta igual a que advogados costumam usar, os o que despertou o amor que sentia por ele era os belos olhos verdes que ele tinha, que junto como sorriso sempre derretia o meu coração, naquele momento eu soube por que minha vida amorosa estava sento um desastre ate aquele momento, meu coração sabia que um dia eu iria reencontrar ele, que um dia nosso corações iriam se unir novamente.

 

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumentar os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram https://apoia.se/eumaiseumaisalguem

 

empty store facade with lighted fixtures
Foto por Asad Photo Maldives em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s