Sem sorriso.

Nenhum comentário

Parecia uma noite comum, estava caminha pela rua de minha casa sentindo a brisa em meu rosto, me sentia tranquila, cheguei em casa um pouco mais trade do que o comum fui tomar um banho para relaxar, não estava preocupada com o horário o dia seguinte eu não precisaria ir para o trabalho, podia sentar em meu sofá relaxar assistindo um filme, pedir alguma besteira para comer e simplesmente relaxar. Mas aquela não era uma noite comum, eu não iria conseguir relaxar e descansar problemas iriam cair em cima de mim.

Sair do banho e desci para a sala estava me acomodando no sofá, pensando no que iria pedir para comer naquela noite e qual seria o filme da noite quando a campainha tocou. Me levantei com desconfiança não costuma receber visitas minha família mora em outra cidade, me mudei após receber uma promoção no trabalho, meus pais e minha irmã não eram pessoas do tipo de fazer surpresas, então quando olhe pela a janela e vi minha irmã ao lado de fora sabia que algo serio estava acontecendo. Abri aporta apressadamente minha irmã entrou rapto fechou a porta e trancou correu para a porta dos fundo a trancou também depois começou a olhar todas as janelas para ter certeza que estavam fechadas, eu achei melhor não a impedir lhe dei tempo de relaxar e falar o que estava acontecendo.

Minha irmã se sentou no sofá ficou olhando fixamente para a TV que ainda estava desligada, eu me sentei ao lado dela, segurei a sua mão ela estava segurando o choro, eu não sabia o que falar o que dizer então apenas a abracei, ela começou a chorar, soluçava descontrola e tremia, eu estava preocupada ela não estava em condições de me falar nada, eu só podia ficar ali abraçada com ela esperando ela se acalmar. Quando ela parou de chorar ela apenas se sentou no sofá, não olhava na minha direção meu coração estava destruído por vela naquela situação. Ver minha irmã queda normalmente ela fala sem parar me conta cada detalhe de sua vida, eu sou a irmã queda que normalmente só escuta, achei melhor respeitar o silencio dela, peguei meu telefone e pedir as pizzas que ela mais ama, quando chegou ela comeu ainda em silencio, deixei ela escolher o que assistir, ao final do filme ela subiu para o quarto de hóspedes que monte praticamente para ela.

Esperei um tempo e subi coloquei o ouvido na porta ela estava chorando novamente, desci novamente e liguei para meus pais, precisava saber o que estava acontecendo, eles não sabiam o que estava acontecendo apenas que o noivo dela ligara para eles desesperado querendo saber onde ela estava, naquele momento eu soube o que tinha acontecido os dois brigarão, mas a preocupação dela em trancar as portas me deixou assustado algo mais estava acontecendo algo que estava aterrorizando ela.

Fiz a única coisa que poderia fazer garantir que a casa toda estava trancada, e fui dormir com minha irmã não falei nada apenas coloquei um colchão no chão ela não falou nada. Naquela noite eu não conseguir dormir, primeiro por estar atenta em qualquer barulho, qualquer carro que passava na rua disparava o meu coração. Pensava no que poderia fazer para resolver o problema, mas como poderia fazer algo sem saber o que estava realmente acontecendo?

Me levantei cedo preparei um café, esperei ela descer, ela estava com os olhos inchados e vermelhos orelhas roxas, ela estava com um blusa com os braços e as costas de fora e um short não procurei por algum machucado, não tinha marca alguma em seu corpo não onde eu poderia ver, então não era isto  olhei nos olhos dela e falei com calma.

-Você precisa me contar o que está acontecendo, nosso pais estão preocupado seu noivo foi até a casa deles procurando por você, por favor me conta o que aconteceu. – Ela se sentou na mesa na minha frende, ela ficou em silencio por alguns minutos depois falou com calma.

-Eu não posso de contar, eu preciso apenas fugir dele, eu não posso contar para minguem o que está acontecendo, eu só preciso fugir eu não devia nem ter vindo até você não podia de envolver nisto estou de colocando em perigo.

Ela se calou olhou pela janela procurando algo, eu não sabia o que fazer era algo preocupante algo sério que a estava apavorando de um jeito que nunca imaginei ser algo real. Me levantei  olhe pela a janela e depois me voltei para ela.

-Você me conta o que estava acontecendo ou não, o que você precisa saber é que de qualquer forma eu irei com você, se você precisa fugir eu irei com você mas por favor me conte o que está acontecendo me deixe te ajudar a encontrar uma saída para esta situação.

Ela se levantou começou a andar de um ado para outros, voltou a chorar um pouco mais controlada, ela parou algumas vezes e me olhou vela sem sorrir era algo doloroso nunca vi minha irmã sem um sorriso em seu rosto, era claro que ela não estava bem era claro o medo dela. Eu fui até ela segurei os braços dela e a fiz para e olhar para mim, falei com calma e pausadamente.

-Eu estou vendo o seu medo, eu estou vendo que a situação é seria eu jamais irei lhe deixar sozinha em uma situação como esta, então me conte o que está acontecendo. – Ela desviou o olhar depois falou com a voz tremula.

-Eu vi quem ele é, meu noivo…. -Ela soltou um suspiro antes de continuar. – Ele não é uma boa pessoa, ele é perigoso, nos precisamos fugir para o mais longe possível.

Ela não estava sento clara ela não me contava exatamente o que ele tinha feito, o medo dela o nervosismo dela era claro. Eu vi que ela não iria me contar o que tinha acontecido então apenas arrumei as malas e a coloquei no carro. Dirigi o máximo de tempo possível para um lugar que minguem pensaria que poderíamos ir. Eu nunca soube o que foi que minha irmã descobriu mas mesmo morando em uma nova cidade com novos nomes ela nunca mais foi a mesma o medo nunca deixou o seu rosto ela tinha medo de se abrir para novas pessoas, ela ficou preocupada quando comecei a me relacionar com meu marido. Mas estava segura que após todos aqueles anos sem ele aparecer ou nos procurar era o momento recomeçar as nossas vidas, mas estava clara que para ela seria algo impossível, eu só espero que um dia ela tenha coragem de me contar o que ela descobriu sobre ele.

Entre no nosso apoia.se e ajude a aumentar os conteúdos dos blogs e do nosso Instagram https://apoia.se/eumaiseumaisalguem 

adult alone black and white dark
Foto por Kat Jayne em Pexels.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s